sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

QUE VENHA 2011!


A vida não tem objetivo algum, a vida é a energia onde todas as coisas vivas estão conectadas e acontecendo. Conectado na energia elétrica, o ferro de engomar engoma, a televisão projeta imagens, o rádio transmite voz, a lâmpada ilumina... E nós? O que podemos fazer conectados nesta energia que chamamos de vida?

As pessoas, por hábito, dizem as outras: “Feliz ano novo! Feliz 2011!” Mas o ano é apenas um nome, uma combinação numérica. Quem pode ser novo? Quem pode fazer coisas novas? Quem pode ser feliz? Quem pode realizar tudo isso? O ano ou nós?

Sob a idéia do fazer, nós fazemos muitas coisas: realizamos trabalhos, conseguimos casa, carro, roupas... O ano de 2010 foi apenas a oficina, o espaço onde pudemos realizar tudo isso. Mas o que você construiu? O que você fez? Será que foram coisas em benefício da coletividade, ou apenas em benefício próprio?

Estamos fazendo alguma coisa duradoura, ou apenas passageira? Estamos construindo coisas no mundo material, e também no mundo espiritual?

Que no espaço do ano vindouro, acima do fazer, possamos ser. Ser uma expressão de amor, alegria, paz. Que possamos exalar sabedoria! Nos entreguemos também as coisas que duram para sempre. As coisas materiais um dia passam, elas se acabam. Mas as coisas espirituais que fazemos, elas são eternas, duram para sempre.

Em 2011 faça todo o bem que estiver em seu alcance. Meu desejo é que você seja bem sucedido, bem sucedida.

Edson Carmo
video

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

TRASNFORMARAM O NATAL NUMA TRADIÇÃO!


A palavra tradição – no inglês tradition – vem da mesma raiz das palavras inglesas, trade(Comercio) e traitor(traidor). É isso que é uma tradição: Comércio e Traição.

Olhe, perceba o que fizeram do Natal! Fizeram dele uma traição ao real motivo do nascimento de Cristo e, um comércio de presentes hipócritas e compensativos.

Natal não é uma tradição, é uma libertação. Não é uma comercialização, mas uma doação. Não é uma traição, mas uma fidelização.

Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crer, não pereça, mas tenha a vida eterna – e não apenas um só dia do ano: 25 de dezembro!

Desejo a todos, amor, alegria e paz, todos os dias das vossas vidas.

Edson Carmo

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

OS TRÊS ESTÁGIOS DO HOMEM: BÁRBARO, CIVILIZADO E AMOROSO


Moisés trouxe a lei; Jesus a Graça e a Verdade. Assim, Moisés é a lei e Jesus é o Amor. Veja o paralelo: A lei é de fora; o amor é de dentro. A lei é fundamental; o amor é essencial. A lei é funcional; o amor é existencial. A lei é para a multidão; o amor para o coração. A lei é a imposição do que deve ser; o amor é a manifestação do ser – sim, a lei é amor imposto, mas o amor é lei espontânea. A lei é para o relacionamento com os outros; o amor é o relacionamento consigo mesmo – daí Jesus dizer: “ama o próximo como a ti mesmo”. A lei é um desempenho externo; o amor um desempenho interno. Portanto, há diferença entre a lei e o amor!

Por que Moisés veio antes de Jesus? Por que a lei veio antes do Amor? Qual o sentido desta ordem?

A primeira coisa que se deve entender, é que o homem nos tempos de Moisés era bárbaro – e bárbaros não podem amar. O homem nos tempos de Moisés era um perfeito animal – e o amor não pode brotar na selva, entre os animais selvagens. Então a lei foi dada para que o homem pudesse distinguir o que é bom e o que é mau.

Nos tempos de Moisés, o homem matava livremente, foi por isso que a lei levantou-se dizendo: “não matarás.” O que isso significa? Isso significa que uma consciência estava sendo dada – a consciência de que tal atitude era errada, feia.

O homem era feio; sua face era mau; seu comportamento era violento... Então o homem pegou a lei, e fez dela sua mascara, sua indumentária, seu gesto, sua atitude, seu comportamento... Mas será que uma roupa pode mudar a essência de uma pessoa? Será que uma máscara pode desfazer a feiúra de um rosto? Mascaras escondem rostos, mas não pode destruí-los. Mas há uma coisa que a mascara pode dizer: ela pode dizer que existe uma beleza a ser alcançada e possuída. Isso é tudo que a lei pode fazer: dá a consciência de que há um estágio, uma dimensão superior a ser alcançada e possuída.

Lembre-se: A lei civiliza; o Amor espiritualiza. O homem não pode espiritualizar-se na forma de animal: primeiro ele tem que ser civilizado, só depois ele pode ser espiritualizado.

Então veio Jesus, com seu Amor, com a sua Graça... Ele não é amor imposto, e sim, amor espontâneo. Aprendamos com Jesus, porque disse Ele: “Eu Sou o Caminho...” Uma vez que a face for transformada, então não haverá nenhuma necessidade de usar máscaras.

O amor é superior a lei.

Edson Carmo

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

NATAL SOLIDÁRIO


No dia 11 de dezembro de 2010, será realizado no campo ao lado da Escola de Ensino Fundamental Eleazar de Carvalho, um evento solidário para as famílias carentes do bairro Castelo Encantado. Será um evento realizado pela Comunidade INDO / Projeto INDO.

Mostraremos os nossos trabalhos sociais e também falaremos de nossa prioridade: Mostrar a todos o Reino dos Céus.

Mais informações:

Fone: (85) 88756847 / 87863510
ou
E-mail: gleilsonalves1703@gmail.com / comunidadeindo@gmail.com